Girabola 2022/2023 arranca a 03 de Setembro

Girabola 2022/2023 arranca a 03 de Setembro

A Federação Angolana de Futebol (FAF) anunciou, nesse domingo, em comunicado, que a 45.ª edição do Girabola começa no dia 03 de Setembro próximo, pelo que o fim da época está previsto para o dia 21 de Maio de 2023

A 45.ª edição do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão, “Girabola 2022/2023”, arranca no dia 03 de Setembro do corrente ano, sendo que o término da prova está previsto para o dia 21 de Maio do próximo ano.

De acordo com um documento da Federação Angolana de Futebol (FAF) a que este jornal teve acesso, na tarde desse domingo, a prova contará com a participação de 16 formações, pelo que o sorteio da competição será realizado no dia 17 de Agosto.

O órgão reitor da modalidade acrescenta que a abertura oficial da nova época arranca no dia 28 de Agosto, com a disputa da Supertaça que vai opor o Petro de Luanda ao Desportivo da Huíla.

Recorde-se que o Petro de Luanda foi o vencedor do Girabola 2021/2022 e campeão da Taça de Angola.

Por seu turno, o Desportivo da Huíla foi finalista vencido da segunda prova mais importante do calendário da federação angolana da modalidade.

O elenco do presidente Artur Almeida e Silva sublinha, por outro lado, que a final da festa da taça disputa-se no dia 28 de Maio de 2023.

Adicionalmente, as vistórias aos estádios que irão acolher os jogos da prova rainha do futebol angolano realizam-se de 15 a 20 de Agosto.

A Federação Angolana de Futebol vai avaliar as condições de segurança e de higiene dos estádios.

Neste sentido, os campos que não reunirem os requisitos exigidos pela FAF serão interditados.

Segundo o órgão reitor do desporto- rei no país, 1º de Agosto, Recreativo do Libolo, Sagrada Esperança, Wiliete de Benguela, Interclube, Desportivo da Huíla, Académica do Lobito, Petro de Luanda, Bravos do Maquis, Recreativo da Caála, ASK Dragão, Santa Rita de Cássia do Uíge, Cuando Cubango FC, Sporting de Cabinda e Grupo Desportivo Escolinha Isaac de Benguela são as formações que irão competir nesta época.

Prevê-se uma época de elevado grau de dificuldades, com realce para as equipas com poucos recursos, em virtude do momento conturbado que o país atravessa no que respeita à questão financeira.

Não há dúvidas de que o Petro de Luanda parte como favorito à conquista da prova, tendo em conta as aquisições feitas neste defeso.

A direcção do clube petrolífero, sob o comando de Tomás Faria, já assegurou as contratações de Depu, Carlinhos (ex-Sagrada Esperança da Lunda-Norte) e Gilberto (ex-Recreativo do Libolo).

Apesar disso, os pupilos do português Alexandre Santos sabem que terão imensas dificuldades para conquistar o certame, visto que o seu rival, 1º de Agosto, de Srdjan Vasiljevic, pretende regressar às conquistas.

Convém salientar que, nesta temporada, o emblema do Eixo Viário terá dificuldades acrescidas, sobretudo, nos flancos, visto que não poderá contar com os préstimos de Job, que colocou, recentemente, um ponto final na sua carreira.