Verbas do PIIM condicionam arranque das obras do Olympafrica em Viana

Verbas do PIIM condicionam arranque das obras do Olympafrica em Viana

O Centro Polidesportivo Olympafrica, afecto à Solidariedade Olímpica, localizado no município de Viana, precisamente no bairro do Luanda Sul, continua sem conhecer uma nova data para a retoma das obras de construção

O número elevado de crianças e jovens fora do sistema normal de ensino, sem per- der de vista a fraca massificação desportiva naquela circunscrição da capital do país, tem preocupado os responsáveis do recinto, nomeadamente o Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD) e o Comité Olímpico Angolano (COA).

Em virtude disso, foi construído o projecto “Olympáfrica”, em 1992, com o propósito de incentivar a participação da comunidade vianense em actividades desportivas que promovam a inclusão social. No entanto, as obras de construção do espaço têm sido frequentemente interrompidas, facto que tem deixado os munícipes com os nervos à flor da pele, pois a falta de espaços de lazer tem levado boa parte dos jovens a dedicarem-se a roubos e furtos na via pública no município satélite.

Por esta razão, a entidade responsável pelo espaço considera fundamental a necessidade de o mesmo conhecer uma nova data para o prosseguimento das obras sob pena de vir a ser votado ao esquecimento. Este jornal constatou que o espaço, que possui um campo pelado para a prática do desporto-rei, se encontra abandonado, vedado por muros e chapas vermelhas, um o cenário que não agrada aos transeuntes daquela zona de Luanda.