Director da OMS revela ameaças de morte e a de cunho racista

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, revelou nesta Quarta-feira que nos últimos três meses, período durante o qual a entidade tem liderado o combate global ao novo coronavírus, recebeu ameaças de morte e ataques de diversos tipos . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta