É de hoje… Vende-se geradores…

É de hoje… Vende-se geradores…

Tenho sérias dúvidas se o garçon do Kuyoya, em Benguela, desconhecesse que sou uma pessoa ligada aos jornais e ao jornalismo. Só assim posso acreditar cegamente na piada lançada durante o pequeno-almoço, quando inesperadamente irrompemos para o estado das infraestruturas nesta cidade.

O dia . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta