Empresas inteiram-se de potencialidades de negócios no novo aeroporto

Quinze empresas especializadas na gestão de infra-estruturas aeroportuárias participaram esta terça-feira, a partir de Luanda, na sessão de apresentação das potencialidades e dos termos de referência para o concurso de concessão da gestão do novo Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto (AIAAN).
Trata-se de companhias da Europa, Estados Unidos, China e da América Latina que, para além de conhecerem o plano estratégico para tornar o novo aeroporto num “hub” (placa giratória), ficaram a saber que a concessão tem um período de 25 anos, extensível por mais 15.
De acordo com uma nota do Ministério dos Transportes, a que a ANGOP teve acesso, os interessados conheceram os critérios de elegibilidade, baseados na capacidade financeira, fixada em acima dos 150 milhões de dólares.