Governo destaca diversificação da cooperação económica entre angola e EUA

Governo destaca diversificação da cooperação económica entre angola e EUA

O ministro da Economia e planeamento, Mário Caetano João, destacou em Luanda a diversificação da cooperação económica entre Angola e os Estados Unidos (EUA), no âmbito do investimento privado americano

Falando aos jornalistas no quadro do encontro de quinta-feira, na Casa Branca, entre os Presidentes João Lourenço e Joe Biden, o ministro sublinhou que a cooperação tem estado a ser cada vez mais aprofundada. Mário Caetano João reforçou que os dois países estão a diversificar a cooperação, sobretudo a sair do sector extractivo, particularmente na produção petrolífera. “Estamos a ir para outros domínios, como a logística.

Os Esta- dos Unidos estão interessados em investir com plataformas logísticas, centros logísticos, ao longo do corredor do Lobito”. Destacou que estão a diversificar em direcção ao sector energético, não em energias fósseis, mas em energias renováveis. “Sabemos que temos também um financiamento substancial no Biópio, onde foi montada uma central fotovoltaica”.

Angola e os Estados Unidos assinaram, em 2010, um acordo de parceria estratégica e cooperam em vários domínios, com realce para o comércio, as finanças, a energia, indústria transformadora, segurança, saúde e justiça. Angola é o terceiro maior parceiro comercial dos EUA na África subsaariana, devido, sobretudo, à exportação de petróleo. As trocas comerciais entre os dois países atingiram, até Novembro de 2019, cerca de 1,4 mil milhões de dólares.