Editorial: O comboio e o ovo

Editorial: O comboio e o ovo

Vamos esquecer a galinha e tentar adivinhar se nasceu primeiro o comboio ou o ovo. Sejamos mais claros e directos: não se entende o que se passa com os comboios em Angola. O investimento foi demasiado alto para a serventia que têm. N . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta