Editorial: Vandalismo custa caro

Editorial: Vandalismo custa caro

Reunidos em Benguela para analisar os casos de vandalismo de que têm sido vítimas os caminhos de ferro de Luanda, de Benguela e também de Moçamedes, os responsáveis destas empresas já chegaram à triste realidade de que os custos são enormíssimos.

Aquilo que para . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta