Ex-primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe diz que ataque a quartel foi “encenação”

Ex-primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe diz que ataque a quartel foi “encenação”

O ex-primeiro-ministro santomense Jorge Bom Jesus rejeitou, ontem, que tenha ocorrido uma tentativa de golpe de Estado no país, defendendo que o ataque ao quartel-general militar foi “uma encenação” do poder para neutralizar adversários e endurecer o regime

“Estou aqui para denunciar . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta