Executivo diz que cada caixa do carapau apreendido não deverá exceder os 15 mil Kwanzas

A empresa Madie e Cruz, de quem as autoridades apreenderam 1200 toneladas de carapau, por alegada pesca ilegal da espécie, acusa o Ministério da Agricultura e Pescas de não ter observado determinados procedimentos decorrentes do recurso gracioso interposto por esta.

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta