FMI quer compensar austeridade com protecção social em Angola – Investigadora

FMI quer compensar austeridade com protecção social em Angola – Investigadora

A investigadora do ISCTE especializada em questões africanas Elisabete Azevedo-Harman disse hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI) está empenhado em que a austeridade associada ao programa de assistência financeira em Angola seja compensada com medidas sociais.


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta