Governo suspende cobrança de propinas e estuda hipótese de anular ano lectivo 2020

Governo suspende cobrança de propinas e estuda hipótese de anular ano lectivo 2020

O Executivo estabelece que as prestações mensais das propinas pagas no período em que vigorou o estado de emergência devem ser deduzidas nos demais meses previstos no Calendário do Ano Lectivo e Académico 2020 a ser reajustado.

Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta