Jovens precisam de mecanismos para facilitar mobilidade na CPLP

Jovens precisam de mecanismos para facilitar mobilidade na CPLP

O Presidente do Conselho Nacional da Juventude de Angola (CNJ), Tigão Mateus, defendeu, ontem, Domingo, em Lisboa, a necessidade das missões diplomáticas da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) continuarem a erguer mecanismos e uma acção mais permanente para garantir aos jovens da comunidade, em particular os angolanos, uma maior mobilidade em todos os países da comunidade.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta