Uso do repelente angolano ‘encalha’ no Ministério da Saúde

Uso do repelente angolano ‘encalha’ no Ministério da Saúde

Numa altura em que a província da Lunda-Norte está a ser assolada por um surto de malária, uma doença provocada pela picada do mosquito, um grupo de investigadores angolanos aguarda há cerca de um ano por resposta a um pedido de acreditação de um repelente . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta