Cinema: Regresso à ficção científica e um filme político na corrida aos Óscares

“The Post” e “Jogador 1” são os próximos filmes a chegar às salas de cinema. Em 2018 também haverá uma sequela de “Mundo Jurássico”.

Uma avalanche de Steven Spielberg está programada para o próximo ano. O maior cineasta americano vai estar omnipresente nos próximos tempos nos nossos cinemas, quer como realizador quer como produtor. O ano de 2018 vai ser mais um ano Spielberg! No próximo Sábado, quem for à Comic Con Portugal na Exponor, em Matosinhos, e procurar o painél da Warner, poderá viver uma bela surpresa.

Ready Player One, a sua nova fantasia, será um dos highlights da apresentação do lote do estúdio de Hollywood. O filme já está concluído e será um mergulho de Spielberg num novo formato tecnológico em que convida o espectador a ser protagonista de um jogo de realidade virtual futurista. Um regresso do cineasta a temáticas de ficção científica e com um piscar de olho ao público mais juvenil.

Ready Player One é uma oportunidade para Spielberg despertar o seu lado infantil bem como para sublinhar a sua obsessão de ser um mago do cinema sempre atento a novas linguagens tecnológicas. Pela amostra do triller, parece-nos que o convite proporcionará novas sensações ao espectador. Em Portugal tem estreia programada para 29 de Março e tem o título de “Jogador 1” (o filme só não estreia mais cedo por uma questão de calendário e para Spielberg não competir consigo mesmo – The Post tem mais urgência…).

Um projecto pensado para estrear ainda em 2017 nos EUA, para provocar um debate sobre a importância da imprensa perante um governo sufocantes. The Post é o filme mais político de Spielberg e tem um carácter de denúncia face a situação política nos EUA após a eleição de Trump, mesmo tendo em conta de que se trata de uma história verdadeira entre um combate entre o Washington Post e o governo de Nixon, nos anos 1970.

A liberdade de imprensa filmada por um realizador capaz de tocar nas mais variadas temáticas, e segundo reza a crítica americana, desta vez com a vénia de Frank Capra. Para já, é mais do que certo que The Post seja um dos favoritos aos Óscares juntamente com Dunkirk, de Chris Nolan, e o bem simpático Lady Bird, de Greta Gerwig, tendo já entrado para a lista dos melhores do ano do American Film Institute e vencido no National Board of Review.