Internacional Socialista reafirma compromisso com a democracia

A Internacional Socialista tem agendado mais de 30 reuniões para os próximos meses anunciou Luís Ayala, secretário-geral da organização, durante o encerramento da reunião do Comité África da Internacional Socialista. Terminou ontem, em Luanda a reunião do Comité África da Internacional Socialista.

Em declarações à imprensa no final do encontro que durou dois dias, Luís Ayala afirmou que nos países aonde a organização está representada não há conflitos, mas, há democracia e realização de eleições justas. Referiu, por isso, ter sido um orgulho para a família da Internacional Socialista a victória do MPLA nas eleições gerais de 23 de Agosto e consequente eleição de João Lourenço, como Presidente da República de Angola.

“O Presidente Lourenço venceu as eleições num clima de paz e de tranquilidade”, referiu. Felicitou também as iniciativas do governo angolano em combater a corrupção. De acordo com o responsável a Internacional Socialista tem agendado mais de 30 reuniões para os próximos meses, aonde se prevê debater temas como a paz e o fenómeno da migração.

A maior organização mundial de partidos políticos, esteve reunida pela terceira vez em Angola. O MPLA é o único partido com representação no Comité, sendo que existem países com mais partidos representados. Nos dois dias de trabalho foram debatidos temas como: “políticas humanas, justas e democráticas. O nosso papel em África e o nosso engajamento em África” e “Assegurando a paz e a resolução de conflitos na Região dos Grandes Lagos”.

A organização, fundada em 1951, busca a divulgação e implementação do socialismo democrático através da união de partidos políticos social-democratas, socialistas e trabalhistas. Congrega 160 partidos em mais de 100 países do globo. Em África contam-se 18 partidos da organização no poder. Em África a organização tem 17 partidos no governo.