Empresa americana garante mais de 20 mil empregos em Angola

A British American Tobacco’s, a maior empresa de tabaco do mundo, presente em mais de 200 países, revelou que ao longo do ano económico 2016, gerou cerca de 26.629 empregos em Angola, equivalentes a 0.3% do total da empregabilidade no país.

POR: Hélder Caculo

De acordo com o director- geral da multinacional em Angola, Thobani Dlodlo, a actuação da empresa teve impacto positivo nos diferentes sectores da economia angolana, com destaque para as áreas de agricultura, indústria, hotelaria e restauração.

“Esses dados demonstram que a BAT Angola está a ter um impacto generalizado numa variedade de sectores em toda a cadeia de abastecimento local e nacional, bem como sobre a economia nacional de Angola”, disse. Em Angola a empresa gerou cerca de 26,629 empregos. Em média, cada emprego directo da empresa norte-americana em Angola cria 484 empregos adicionais em toda a economia em geral, de acordo com o seu director.

No seu relatório divulgado recentemente, a BAT demonstra ainda que contribuiu com 0.1% para o PIB total de Angola e com 0.4% para a receita fiscal do Estado. A maior parte destas receitas fiscais apoia o Governo angolano no financiamento à educação, saúde e habitação. A contribuição da BAT Angola é suficiente para, por exemplo, financiar a construção de 2 720 casas de baixo custo a Kz 1 659 205 por casa, ou apoiar 9 402 professores com salário médio de Kz 480 mil, ou na construção de aproximadamente 68 Km de estrada.

Além da produção de tabaco em Angola, a British American Tobacco´s compra directamente, dos fornecedores locais equipamentos e insumos de produção e recorre aos serviços de provedores de transporte, telecomunicações e muitos outros serviços. Participaram neste evento bancos, ministérios, associações comerciais e industriais, distribuidores e fornecedores da BAT Angola, entre outros.

António Tiago Gomes, secretário-Geral da Câmara de Comércio e Indústria de Angola, referiu que a BAT Angola é um dos principais contribuintes para o crescimento económico do país. “A BAT apoia a criação de empregos e contribui para os cofres do Estado”, disse. A BAT contribui significativamente para uma economia mais ampla de Angola e da sua população em geral e para o desenvolvimento global do país.

Segundo a BAT, os dados utilizados para compilar o relatório provêm de várias fontes, incluindo vendas e compras, relações entre produtores e consumidores na economia, bem como informações sobre todas as transferências e transacções que ocorrem no processo de produção num país. Os dados colectados mostram como a renda gerada em toda a economia, impacta igualmente na actividade económica global e nas receitas fiscais do Estado.