loader

MOnuSCO determinada a continuar missão de segurança na RD Congo

A Missão das Nações Unidas para a Estabilização na RD Congo (MONUSCO) continua determinada em prosseguir a sua missão de segurança da população civil e apoiar a restauração e extensão da autoridade do Estado com o rigor necessário, indicou Quarta-feira o seu porta-voz militar, o comandante Adil

O comandante Adil Esserhir reagia assim numa conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), face ao ataque perpetrado na semana passada por supostos elementos das Forças Democráticas Aliadas (ADF) contra a base da MONUSCO em Semiliki, território de Beni, em Kivu-Norte (Leste) -Kivu. Reiterou as suas condolências às famílias dos soldados desaparecidos e desejou rá pidas melhoras aos capacetes azuis feridos. Segundo o porta-voz da MONUSCO, uma comissão de inquérito encontra-se no local para recolher e analisar elementos de informação ligados a este incidente. A 7 de Dezembro último, presumíveis elementos ugandeses das Forças Democráticas Aliadas (ADF) lançaram um ataque contra a Companhia Operacional da Força da MONUSCO em Semiliki. O mesmo terá sido repelido, po rém 14 capacetes azuis morreram enquanto 44 outros ficaram feridos. Logo que foram evacuados por meios aéreos da MONUSCO, 27 feridos recebem tratamento em Goma, capital de Kivu-Norte, sete em Beni e cinco em Kinshasa, entretanto, cinco outros foram evacuados para Kampala (Uganda) para receber cuidados médicos apropriados. A base de Semiliki foi reforçada pela Brigada de Intervenção da Força (FIB).

Últimas Notícias