Agentes da PIR acusados de espancamento até à morte

Agentes da PIR acusados de espancamento até à morte

Cristina Malesso foi brutalmente espancada na presença de três dos seus filhos, por, alegadamente, se ter apropriado da carteira de um agente da Polícia de Intervenção Rápida (PIR) que, na verdade, havia sido extraviada e foi achada. A Polícia confirma o envolvimento dos dois . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta