Legalização das festas de réveillon encerram no Bié

Os promotores de festas de réveillon da província do Bié tiveram até Quarta-feira (27) para legalizarem os seus eventos junto da direcção local da Cultura ou das administrações municipais, sob pena de verem o baile interdito.

Essa advertência foi feita pelo director provincial da Cultura do Bié, Isaac Santos, em declarações à Angop, na cidade de Cuito, tendo asseverado que os promotores que não legalizarem as festas e serem autuados pelas autoridades poderão responder em tribunal por tais infracções.

Lembrou que as inscrições para a legalização das festas de fim de ano começaram em Novembro desse ano, mas até ao momento apenas duas festas estão registadas.

Aconselhou os promotores das festas de réveillon a dirigirem-se às administrações municipais.