Em 2018 Governo de malanje promete melhorar a vida das populações

Com um discurso de fim de ano de 2017 focado à família, o governador da província de malanje, prometeu um conjunto de acções que visam garantir as condições de vida das populações, que irão incidir na melhoraria dos serviços de saúde, da educação, de abastecimento de água, de fornecimento de energia eléctrica e outros. Para tal, disse contar com a participação do sector empresarial privado para prestar a sua colaboração, com particular realce aos ramos da agro-indústria, hotelaria, turismo e agricultura

Por: Miguel José, em malanje

O Governador Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, disse, na cerimónia de despedida de fim-de-ano, que o Executivo vai adoptar medidas e acções de políticas económicas, essenciais, coerentes, necessárias e suficientes, para se obterem, positivamente, as expectativas para gerar nos agentes económicos a credibilidade e a confiança do Governo.

Diante dos membros do governo e da sociedade civil, “Kwata Kanawa” augurou que com base no plano intercalar aprovado pelo chefe de Estado, através do Decreto Presidencial n.º 257/17 de 27 de Outubro, que contém as medidas de políticas e acções para melhorar a situação económica actual, de Outubro de 2017 à Março de 2018, alcance a estabilidade macroeconómica e venha instalar um clima propício ao crescimento económico.

“O referido documento contém uma proposta das principais medidas e acções de políticas económicas a implementar para o alcance da estabilidade macroeconómica e relançamento do crescimento económico vigoroso”, argumentou. – Dentre os quais o governante destacou: a elaboração e implementação do programa de estabilização macroeconómica e controlo da melhoria e eficiência das despesas públicas; o aumento da robustez das receitas tributárias; o fortalecimento do sector financeiro; a melhoria do ambiente de negócios; o aumento da produtividade e competitividade nacional; a promoção das exportações e substituição de importações; o aumento e fortalecimento da produção não petrolífera.

E entre várias medidas sublinhou: a descentralização administrativa; reforma dos procedimentos administrativos; fortalecimento das instituições. Ainda segundo governador da terra palanca negra gigante, o Executivo prevê tornar a administração do Estado em unidade de prestação de serviço público, por excelência, transferindo as principais tarefas no domínio da satisfação das necessidades colectivas essenciais; redimencionar a administração pública; reduzindo o número de institutos públicos e outras unidades administrativas para aumentar a sua eficiência e promover maior produtividade dos funcionários; implementar um programa de reforço das capacidades e competências humanas, na administração local.

família Sendo a família o principal núcleo da sociedade, a sua relação sempre teve grande importância no desenvolvimento do país, porém, de acordo o governante, o núcleo familiar é responsável pela forma como se vê o mundo no futuro. “Não podemos permitir que a influência da família na sociedade seja desvalorizada. Ela ´quem define os nossos princípios, o que entedemos por certo e errado, principalmente como nos relacionaremos com os integrantes de outras famílias”, observou.

Mormente as imensas dificuldades que a sociedade viveu, em 2017, pela conjuntura económica mundial, com repercrsões em Angola, com consequências directas na vida das famílias e das empresas, Norberto dos Santos, promete que, a julgar pelas mudanças em curso no país, após as eleições gerais de 23 de Agosto, 2018 vai marcar uma nova etapa da governação.