Brinquedo de Natal causa desmaio em Luanda

O brinquedo “bombita” é um artefacto geralmente usado por crianças e adolescentes em comemorações para animar e também provocar sustos ao público.

Maria Dolores, de 47 anos, residente no bairro Golfe 2, sofreu um desmaio, Segunda- feira, em consequência do uso de bombitas por parte de adolescentes. O caçula de dona Maria, Gomes Dolores Vunda, declarou que miúdos de 8 aos 14 anos de idade divertem-se às bombitas nos portões das casas.

Maria Dolores lamenta a situação e considera não haver piada alguma em brincadeiras do género. “Não vejo piada alguma em coisas que prejudiquem alguém. No primeiro dia que aconteceu isso o meu filho mais novo chamou- lhes a atenção, disse-lhes que sou hipertensa, mas eles não deram ouvidos”. E a vítima revela o estado em que entra quando confrontada com um estrondo daqueles.

“Fico tão assustada que os batimentos cardíacos aceleram, fico a tremer, as orelhas ficam quente e oiço um barulho atordoante como um eco”. O filho da vítima acrescentou ainda que muitos minimizam as consequências que este brinquedo pode causar pelo facto de ser próprio do Natal. Porém, ele é perigoso porque causa um susto que pode levar ao desmaio. O médico clínico geral João Maria aconselhou o recurso a outros brinquedos. “Quando somos avisados de uma explosão, o nosso organismo entra num estado de preparação e nos divertimos com aquilo, se não for o caso, assustamos e com um estrondo daqueles produzimos, no nosso organismo, uma substância que vai atiçar as artérias de modo a baixar a pressão, podendo então levar ao desmaio”. Segundo o doutor, devemos evitar brincadeiras do género ao lado de hipertensos e hipotensos, por serem muito vulneráveis a sustos.

“As pessoas que padecem de tensão baixa e alta, brincadeiras do género podem levá-las, instantaneamente, à morte”, asseverou o médico. No dia da nossa visita, tivemos a sorte de conversar com alguns meninos que têm protagonizado tais acções. Questionados sobre o motivo desse comportamento, responderam que brincam sem maldade alguma. Entretanto, há meninos que se mostraram desconhecedores das consequências causadas do menuseio desse artefacto. “Nós não sabíamos que as bombitas causassem desmaios, mas assim que ficámos a saber, nunca mais as usamos”, confessaram.