Empresa francesa conquista contratos para gestão de aeroportos em África

A empresa francesa Paris Aeroport vai gerir igualmente aeroportos no Botsuana, no Quénia, no Benin e no Senegal.

Em Moçambique serão cinco Paris Aeroport, anteriormente conhecida por Aeroports de Paris ou ADP, detida pelo Grupo ADP através da sua subsidiária ADP Ingenierie, conquistou recentemente uma série de contractos em países estrangeiros, nomeadamente em Moçambique, para projectos de elaboração, estudo ou de assistência técnica, informou a empresa.

Cinco dos contractos foram conseguidos no continente africano, dizendo os de Moçambique respeito aos cinco principais aeroportos do país e os restantes ao Aeroporto Internacional Francistown no Botsuana, Aeroporto internacional Jomo Kenyatta em Nairobi, num novo aeroporto internacional em Cotonu, Benin e o Aeroporto Internacional Blaise Diagne em Dacar, Senegal.

Em Moçambique, onde a Paris Aeoroport ganhou um concurso publico internacional lançado pala estatal Aeroportos de Moçambique, a empresa vai elaborar planos de funcionamento para os cinco mais movimentados aeroportos. Além destes cinco projectos em Africa, a Paris Aeroporto anunciou igualmente ter conseguido outros contractos na Ásia e na Europa. (Macauhub).