Governo moçambicano espera recensear 170 mil jovens para o Serviço Militar Obrigatório

O recenseamento militar em Moçambique começa amanhã Quinta-feira. O universo de jovens previsto para o Serviço Militar Obrigatório, este ano, corresponde a 29% do total de 583 mil jovens que fazem 18 anos.

O Ministério da Defesa Nacional de Moçambique (MDN) inicia o recenseamento para o Serviço Militar Obrigatório (SMO), estimando inscrever 170 mil jovens em todo o país, anunciou ontem aquele organismo. Um comunicado do MDN refere que a operação vai abranger jovens que completam 18 anos em 2018 e os que falharam o recenseamento militar em ocasiões anteriores, mas que ainda não fizeram 35 anos.

O universo de jovens previsto para o SMO deste ano corresponde a 29% do total de 583 mil jovens que completam 18 anos este ano, de acordo com as projecções do Instituto Nacional de Estatísticas (INE). O recenseamento militar vai decorrer nas sedes das administrações distritais, conselhos municipais, postos administrativos e estabelecimentos de ensino.

Os jovens moçambicanos residentes no estrangeiro farão o recenseamento militar nas missões diplomáticas e consulares. O recenseamento militar em Moçambique é feito no início de cada ano e não implica automaticamente a incorporação no SMO, pois este acto está sujeito a testes de aptidão e ao número definido anualmente para o ingresso nas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).