Estado bate record na colocação de títulos de dívida junto do públic

O valor dos títulos do Tesouro atribuídos ao segmento de vendas directa ao público pelo BNA, enquanto operador do Estado, alcançou os Kz 63,4 mil milhões em Dezembro, um máximo anual que ultrapassa o segundo maior valor mensal de 2017. O montante de divisas vendidas à banca em Dezembro recuou ligeiramente face ao mês anterior

Por: Luís Faria

o montante de títulos de dívida colocado no mercado pelo Banco Nacional de Angola (BNA), que actua como operador do Estado, no segmento de venda directa ao público atingiu Kz 63,4 mil milhões, o maior valor de sempre, de acordo com o relatório monetário do banco central. Foram colocados Bilhetes do Tesouro nas maturidades de 91, 182 e 364 dias e Obrigações do Tesouro na maturidade de três anos.

O valor mensal mais elevado de títulos emitidos neste segmento ocorreu em Outubro, quando o montante colocado ao longo do mês ascendeu a Kz 38,7 mil milhões, o correspondente a 61% do valor colocado no último mês do ano.

Em Dezembro, o BNA colocou no mercado primário títulos do Tesouro no montante de Kz 216,2 mil milhões, o qual se distribuiu por Kz 52,4 mil milhões em Bilhetes do Tesouro (BT), Kz 159,1 mil milhões em Obrigações do Tesouro indexadas ao câmbio (OT-TXC) e Kz 4,7 mil milhões em Obrigações do Tesouro não Reajustáveis, (OTNR). O valor colocado no mercado primário em Dezembro é inferior ao do mês anterior, que se situou em Kz 310 mil milhões.

O Orçamento Geral do Estado para 2017 previa uma receita de endividamento interno na ordem de Kz 1.660,7 mil milhões, representando pouco mais de metade da receita total de endividamento e o correspondente a 8,41% do produto interno, que se esperava crescesse 2,1% (na verdade cresceu cerca de metade, de acordo com a estimativa inscrita na proposta orçamental para 2018).

Os títulos do Tesouro colocados pelo BNA desde a terceira semana de Fevereiro (incluindo os destinados ao segmento de venda directa ao público) somam um valor de Kz 2.399,434 mil milhões, segundo os dados compilados por OPAíS.

O Orçamento do Estado para 2017 previa um encargo de Kz 2,681 mil milhões com o serviço da dívida, respeitando Kz 2.197,1 mil milhões a amortizações da dívida interna e externa e Kz
484,2 mil milhões a juros.

Menos divisas em Dezembro

O BNA colocou no mercado primário em Dezembro um montante de divisas inferior ao vendido no mês anterior, superando, no entanto, os registos de divisas vendidas em Setembro e Outubro. No último mês do ano a informação relativa ao mercado monetário foi consolidada, não tendo sido divulgados os habituais relatórios semanais.

O banco central vendeu, no mercado primário, à banca comercial divisas no valor de EUR 617,3 milhões, o equivalente a USD 689,7 milhões, tendo as taxas de câmbio média do kwanza no mercado primário face ao dólar e à moeda europeia, apuradas no último dia do mês, não registado qualquer variação face às semanas anteriores, com cada euro a valer Kz 186,303 e cada dólar Kz 166,749, uma realidade que deverá mudar muito em breve com a anunciada introdução de uma banda flutuante de cotação do kwanza face às principais moedas, deixando a moeda nacional de estar indexada ao valor do dólar.

Os dados compilados por OPAÍS mostram que o BNA vendeu no mercado primário à banca comercial em 2017 mais USD 1.074 milhões que no ano anterior. Com efeito, no conjunto do ano o banco central vendeu ao mercado primário divisas no montante de USD 11.271,925 milhões, o correspondente a EUR 10.160,25 milhões.