Palancas já no palco do CHAN 2018

Depois de chegar ontem ao Reino de Marrocos, palco do CHAN 2018 (prova reservada para atletas que actuam em África), a Selecção Nacional prepara hoje o jogo amistoso diante da Guiné Conacri, agendada para amanhã, às 17:00.

POR: Mário Silva

Selecção Nacional de futebol de honra encontra-se desde ontem no Reino do Marrocos, palco do CHAN 2018 (prova reservada para atletas que actuam em África), a disputar-se 13 deste mês a 5 de Fevereiro próximo. Deste modo, a equipa técnica decidiu chegar mais cedo ao recinto da competição para se adaptar ao ambiente daquele país. Assim, o combinado angolano treinado por Srdjan Vasiljevic vai aproveitar ensaiar os aspectos técnico e tácticos a utilizar para ultrapassar, no grupo D, o Congo Brazzaville, Camarões e Burkina Faso, adversário de estreia.

Para que se concretize esta pretensão, a equipa técnica terá que bem o analisar o “scating” dos opositores para não ser surpreendida. Por este facto, os Palancas Negras defrontam amanhã a similar da Guiné Conacri, em partida de carácter amistoso de modo a ensaiar o onze inicial. No particular de amanhâ, o resulatdo não será levado em conta, mas é imperioso para o seleccionador nacional incutir aos jogadores o espírito ganhador.

No CHAN 2018, a Selecção Nacional faz parte do grupo D, ao lado do Burkina Faso, Camarões e Congo Brazzaville. Esta é a terceira presença de Angola nesta competição, depois do Sudão 2011, onde foi finalista der-rotado, e Rwanda 2016 (afastada na fase de grupo). Landu, JB, Rui, Vá, Almeida, Herenilson, Manguxi, Mira, Wilson, Job, To Carneiro, Nary, Moco, Mano Calesso, Medá, Lito, Gui, De Paizo, Caporal, Celso Barros, Chiló, Fofó e Paty são os jogadores que estão às ordens de Srdjan Vasiljevic.

Love garante prontidão do grupo

O treinador-adjunto dos Palancas Negras, Arsénio Sebastião Cabungula “Love”, garantiu que o grupo está pronto para disputar o CHAN 2018. “Todos os atletas estão incutidos em dignificar bem alto as cores da bandeira nacional. O sentimento é que o trabalho de preparação correu bem”, disse Love Cabungula. Por outro lado, o médico da Selecção Nacional, Pedro Miguel, assegurou que não há caso de lesão. “Na verdade, clinicamente o plantel está óptimo”, relevou.