loader

Angola estreita relações com Santa Sé

O Ministro das Relações Exteriores da República de Angola, Manuel Augusto, recebeu em audiência, ontem, em Luanda, o Núncio Apostólico em Angola, Dom Petar Rajic.

O encontro entre o Chefe da diplomacia angolana e o representante do Papa Francisco, acontece um dia depois de o Presidente da República ter sublinhado que “a Rádio Ecclésia tem as mãos livres, que estenda o seu sinal a todo o território nacional.”

Defendemos a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa e não o dissemos apenas no período de campanha para a obtenção de votos, mas porque sinceramente entendemos que devemos não só defender, mas também promover as liberdades de expressão e de imprensa, salientou o Presidente da República.

De recordar que na primeira entrevista colectiva que concedeu na Segunda-feira, João Lourenço enfatizou que “a rádio está ligada a uma igreja que consideramos séria e secular e, talvez, com essa expansão do sinal nos possa ajudar a estancar a proliferação de seitas que surgiram nos últimos anos no nosso país com práticas contrárias à nossa cultura e que atentam à própria vida humana.”

Angola e a Santa Sé formalizaram relações diplomáticas em 1977. O primeiro embaixador de Angola junto da Santa Sé foi Domingos Kiosa, já falecido. Em 2000, Dom Ângelo Beccio tornava-se no primeiro representante do Papa em Angola.

O actual representante de Angola junto do Estado do Vaticano é o embaixador Armindo do Espírito Santo (desde 2001).

Emmerson Mnangagwa, Presidente do Zimbabwe, visita Angola dia 12

O novo chefe de Estado do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, escala Luanda no dia 12 do corrente, naquela que será a sua primeira deslocação oficial a Angola, apurou OPAÍS de fonte bem informada.

Mnangagwa assumiu o poder no Zimbabwe, após a renúncia do pai da independência daquele país africano, Robert Mugabe, que dirigiu os destinos do país durante 37 anos, no seguimento a uma semana de “braço de ferro” com os militares do exército local e a decisão da direcção do partido ZANUPF, de que era líder, que pediram a sua resignação, o que veio a acontecer após negociações sobre o seu futuro.

Embora a fonte não tenha avançado dados sobre a agenda de trabalhos do líder zimbabweano, é consabido que João Lourenço e Emmerson Mnangagwa emergem de dois partidos que lideraram os processos de independência, após terem participado num longo período de luta anti-colonial, estabelecendo por esta razão laços de fraternidade cimentados na organização dos Países da Linha da Frente, com um cariz marcadamente político, convertida depois numa comunidade com objectivos desenvolvimentistas.

Por outro lado, a mesma fonte disse que no princípio de Fevereiro será a vez do ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Ulisses de Jesus, visitar Angola.

Últimas Notícias