Grécia vai autorizar uso terapêutico da canábis em breve

Objectivo é atrair invest imentos no sector, anunciou o ministro do Desenvolvimento Agrícola da Grécia A Grécia vai autorizar o uso de canábis para fins terapêuticos através de uma emenda, a submeter em breve ao Parlamento, o que vai atrair investimentos no sector, anunciou ontem o ministro do Desenvolvimento Agrícola, Yannis Tsironis.

“Dentro de algumas semanas, vai ser apresentada uma emenda ao Parlamento para definir o quadro legislativo da Cultura e do fabrico de produtos farmacêuticos à base de canábis medicinal, o que abrirá caminho a investimentos gregos e estrangeiros”, disse o ministro à agência France- Presse.

O volume de negócios que esses investimentos podem gerar “é estimado entre 1,5 e 2 mil milhões de euros”, precisou, acrescentando que há empresas gregas, mas também australianas e canadianas, interessadas em investir.

O ministro e outros responsáveis governamentais visitaram este fim-de-semana a primeira exposição internacional de canábis medicinal organizada na Grécia, em que participaram cerca de 100 empresas, gregas e estrangeiras.

O clima da Grécia é considerado por especialistas muito favorável à cultura da canábis. Em 2017, o Governo grego autorizou a importação, sob determinadas condições, de produtos farmacêuticos à base de canábis medicinal, e a cultura de cânhamo (‘cannabis sativa’) para a indústria.