Jovem acusado de matar namorada ao tentar abortar uma gravidez

Jovem acusado de matar namorada ao tentar abortar uma gravidez

Domingas André Albano, de 15 anos, morreu após uma tentativa de aborto supostamente insinuada pelo namorado. A família fala em morte propositada, também pelo facto de a terem encontrado com sinais de agressões, num beco

Por: Romão Brandão

O crime aconteceu no Bairro Malanjino, Golf II, município do Kilamba Kiaxi, quando o jovem identificado apenas por Milton, de 22 anos, ao aperceber-se de que a sua namorada, Domingas André Albano, de 15 anos, estava grávida de dois meses, procurou interromper a gravidez, com o consentimento dela.

Segundo revela a tia da adolescente, Rosa Pedro, ela dirigiu-se à casa do namorado em companhia de uma amiga, porque a mesma tinha acertado com o namorado a interrupção da gravidez, uma vez que este lhe prometera dar comprimidos para o efeito.

A situação ter-seá complicado de tal maneira que a adolescente acabou perdendo a vida. É um namorado que a família não conhece, apenas teve contacto com o mesmo na morgue e na esquadra da Polícia. Contudo, sabe-se que Milton tem uma noiva e mantinha clandestinamente uma relação com Domingas Albano. Uma relação que existia há mais de seis meses.

A tia esclarece que no dia em que perdeu a vida, a adolescente pediu que a amiga a deixasse em casa do namorado. A amiga, Júlia, 14 anos, confirmou ao jornal OPAÍS que a deixouainda com vida, e que tinha conhecimento de que estava a levá- la para abortar a gravidez, pois o namorado assim lhe havia orientado.

Júlia disse ainda que o namorado tinha garantido à Domingas que tinha os medicamentos certos para abortar, pois a sua noiva já esteve grávida e agiu da mesma forma, tendo dado certo. Não deu certo com Domingas Albano, tão nova, que perdeu a vida e deixa tristeza e amargura no seio da família.

“Ela estava em minha casa, e eu nem sequer sabia que estava grávida. Segundo as pessoas que se dirigiram à morgue, o corpo apresenta sinais de agressões no pescoço, e, como se não bastasse, espumou na boca.

Ele disse que não temos prova de nada, mas nós acreditamos que está a esconder algo, porque quem não deve não teme”, reforçou. As famílias tentaram conversar, para ver se havia partilha dos gastos para o óbito, porém a família do jovem não quer assumir por não existirem provas do crime. Neste momento, a família espera pelo resultado da autopsia para realizar o funeral.

Entretanto, Domingas André Albano foi encontrada, já sem vida, num dos becos próximos à sua casa e, segundo a vizinhança, na noite anterior não ouviram barulho, o que leva a desconfiar que foi posta lá. Por outro lado, Júlia, a amiga, sente-se ameaçada por ter prestado declarações à Polícia que comprometem Milton, por isso não consegue mais passar pela rua dele, com receio de ser agredida.

“Eu só contei o que aconteceu. E o que aconteceu é que a Mimi disse que não voltaria comigo porque o Milton lhe tinha dito que resolveriam o problema que está na barriga. Eu sabia que ela estava grávida e no dia seguinte, infelizmente, recebi a notícia de que a minha amiga foi encontrada morta no beco”, finalizou.