Vendedora de múcua detida ao tentar vender liamba

A única mulher entre os supostos marginais apresentados, ontem, pela Polícia, é Joana Manuel Gamba, de 35 anos, que vem acusada do crime de posse de estupefacientes.

Por: Romão Brandão

A Polícia deteve-a em flagrante a transportar um saco contendo 80 quilogramas de liamba. Joana disse que antes vendia múcua, mas foi aliciada por alguém que alegara não ser um negócio lucrativo, pelo que devia mudar para a venda de estupefacientes. “Fui ao Uíge comprar múcua e lá estava difícil lucrar.

Falaramme que o negócio de liamba rende, então tentei”, disse ela, lamentando o que aconteceu e também por ter de deixar, agora que foi presa, os dois filhos aos cuidados dos pais. Joana Manuel Gamba não terminou a entrevista com a imprensa porque estava a sentir-se mal e teve de receber cuidados médicos no posto do Comando Provincial de Luanda.

Entretanto, mostrouse arrependida do que fez e disse que será uma lição para si, pelo que pensa em arranjar um emprego quando sair da cadeia. Importa frisar que foram recuperadas pelo SIC 14 armas de fogo do tipo AKM, Macarov e uma granada F1; nove viaturas de marcas diversas e seis motorizadas.

Esta instituição alerta que o crime não compensa e que a população deve colaborar com denúncias e medidas que reduzam as oportunidades aos marginais.