General Pedro Sebastião destaca papel da Força Aérea Nacional

O ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, general Pedro Sebastião, destacou o papel da Força Aérea Nacional(FAN) na manutenção da inviolabilidade do espaço aéreo nacional

Por: Constantino Eduardo, em Benguela

Falando por ocasião do 42º aniversário da criação deste ramo das Forças Armadas Angolanas(FAA), assinalado Domingo, 21, Pedro Sebastião destacou a batalha decisiva de Cuito Cuanavale, que culminou com o derrube do regime do aparhteid na África do Sul.

Dirigindo-se aos efectivos da Força Aérea Nacional destacados no Regimento Aéreo de Caça Bombardeiros, na Catumbela, em Benguela, o governante disse que durante os 42 anos da sua existência, a FAN escreveu o seu nome “com letras de ouro” na história de Angola e de África.

Recordou que mesmo com meios incipientes, a Força Aérea Nacional foi crescendo em resposta aos desafios que o país foi enfrentando, sobretudo aqueles que a então África do Sul racista e do apartheid procurou semear na região.

Pedro Sebastião ressaltou que graças à bravura de valorosos combatentes, maioritariamente jovens inexperientes, e com a ajuda dos internacionalistas cubanos, foi possível travar a supremacia militar sul-africana.

Esta batalha, segundo o general e antigo quadro da FAN, determinou toda a história da região austral da África, culminou com a Independência da Namíbia e a instauração de um regime democrático na África do Sul.

Chamado a intervir no acto, o comandante da Força Aérea Nacional, general Francisco Lopes Afonso (Hanga), resumiu o percurso da instituição que dirige nestes termos: “Tivemos que verter sangue no campo de batalha. Tivemos que lutar, tivemos que nos dedicar para que hoje, 42 anos depois, estejamos aqui com sorrisos nos lábios, perspectivando um futuro cada vez melhor”, mas sempre vigilantes, firmes e prontos para novos desafios, garantiu.

Para além da base da Catumbela, na província de Benguela, onde foi realizado o acto central, houve comemorações nas regiões militares em que a FAN está presente. AForça Aérea Nacional foi criada a 21 de Janeiro de 1976, como Força Aérea Popular de Angola/Defesa Aérea e Antiaérea (FAPA/DAA).