Produção diamantífera poderá atingir 9 milhões de quilates em 2018

ESPAÇO ANGOLA

• O sector diamantífero poderá beneficiar da produção de 7 milhões de quilates de diamantes pela Sociedade Mineira de Catoca em 2018, montante que se aproxima da produção nacional de 9 milhões de quilates estimada no OGE 2018.

• O montante colocado pelo BNA no quinto leilão de divisas do corrente ano situou-se em 81,8 milhões de EUR, tendo a taxa de câmbio registado depreciação de 2%, para 253,7 AOA por unidade de euro.

ESPAÇO INTERNACIONAL

• Japão: A balança comercial referente ao mês de Dezembro de 2017 registou um saldo de 359 mil milhões JPY, que corresponde a um incremento de 220% face ao mês anterior.

• Alemanha: As estimativas do Fundo Monetário Internacional apontam para um crescimento de 2,3% em 2018 e uma ligeira redução para 2% no ano seguinte.

VISÃO ATLANTICO

• O sector diamantífero poderá beneficiar ao longo de 2018 da produção de 7 milhões de quilates de diamantes pela Sociedade Mineira de Catoca que é a principal empresa de exploração de diamantes em Angola, representando cerca de 75% do total. Destaca-se que no Orçamento Geral do Estado para o ano em análise estima-se que a produção nacional atinja 9 milhões de quilates, correspondente a um incremento de 0,9% em comparação as projecções de fecho de 2017. Paralelamente, as estimativas apontam para o aumento do preço, de 115,1 USD/quilate, para 124,2 USD/quilate.

• O saldo da balança comercial apurado durante o mês de Dezembro de 2017 situou-se em 359 mil milhões JPY que corresponde a um aumento de 220% em comparação ao mês anterior, sendo que as exportações e importações registaram aumentos de 5% e 2%, respectivamente.

O saldo positivo apurado com os Estados Unidos da América aumentou 3,1% em 2017 face ao período homólogo, o nível mais elevado dos últimos dois anos, o que contribuiu para que a administração Trump decidisse impor tarifas de importações de painéis solares e máquinas de lavar oriundas principalmente de produtores asiáticos.