ONU reitera apoio à república Democrática Congo

O secretário-geral das Nações unidas, António Guterres, assumiu ontem, Sábado, em Addis-Abeba, Etiópia, o compromisso da ONu de continuar a apoiar a região da SADC e a república Democrática do Congo (rDC) nas missões de paz em curso nesses territórios

A informação foi avançada pela secretária executiva da SADC (de que Angola é membro), Stergomena Tax, no final de um encontro bilateral com António Guterres, que teve como “pano de fundo” a questão do apoio à Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUSCO).

A MONUSCO substituiu, a 1 de Julho de 2010, a Missão da Organização das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUC), em conformidade com a Resolução 1925 do Conselho de Segurança da ONU, de 28 de Maio de 2010. A missão está autorizada a usar todos os meios necessários para cumprir o mandato, em particular para garantir a protecção de civis, pessoal humanitário e de direitos humanos sob ameaça de violência física iminente, além de apoiar o Governo da República Democrática do Congo(RDC) nos esforços de estabilização e consolidação da paz.

Segundo Stergomena Tax, que se reuniu com Guterres no quadro dos preparativos da 30ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana (decorre de 28 a 29 deste mês), ficou acordada a realização de um encontro bilateral em Nova Iorque (EUA), proximamente, entre a SADC e o Departamento de Operações e Manutenção de Paz da ONU.

A reunião visa afinar mecanismos para tornar a brigada de intervenção da SADC mais eficaz. A responsável disse à imprensa que se pretende ainda, com esse encontro de Nova Iorque, facilitar a condução das acções militares contra as Forças Negativas que operam no território da RDC. Disse, por outro lado, que abordou com António Guterres a eficácia e operacionalização da Brigada de Intervenção, integrada pelos países da SADC, cujo objectivo é pacificar a região Leste da RDC.

As partes procuraram, no encontro, aferir sobre a operacionalidade e a eficácia na condução das operações contra as Forças Negativas naquele país africano. Ainda ontem, Stergomena Tax manteve um encontro com o ministro das Relações Exteriores e Presidente do Comité Ministerial do órgão da SADC, Manuel Augusto, com quem discutiu a questão do apoio que a região tem dado ao Reino do Lesoto.

No encontro, informou, foi enfatizada a recente visita que o ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino do Lesoto efectuou a Angola. “O ministro enfatizou nessa ocasião a necessidade de termos um engajamento muito prático, com vista a que haja mudança efectiva e valor acrescentado das acções que a região realiza no Lesoto, para garantir uma paz efectiva no país”, concluiu.