Palancas Negras ‘morrem’ na praia

Com golos de Okpotu aos 90+2 minutos e Okechukwu aos 111’, a Nigéria afastou a Selecção Nacional de futebol das meias-finais do CHAN do Reino de Marrocos

Por: Mário Silva

A Selecção Nacional de futebol foi ontem eliminada nos quartos-de-final do CHAN do Reino de Marrocos, após perder por 1-2 diante da similar da Nigéria. Com este desaire, os Palancas Negras dizem adeus da competição, mas com o objectivo cumprido, ou seja, chegaram aos “quartos”, meta traçada pela Federação Angolana de Futebol (FAF).

Por sua vez, o combinado nigeriano segue para as meias-finais onde vai defrontar o Sudão. Durante a partida de ontem, os nigerianos entraram determinados para conquistar a vitória, por isso no primeiro quarto de hora “asfixiaram” a selecção no meio campo. Passados 15 minutos, os comandados de Srdjan Vasiljevic equilibraram o desafio, com Job e Vá a criarem bastante problema para defensiva nigeriana.

No reatamento do jogo, a Nigéria entrou melhor e aos 50 minutos o avançado Huloma ameaçou a baliza de Landu. Numa jogada de contra-ataque Angola inaugurou o marcador por intermédio de Vá, 55 anos minutos. Quando os angolanos já cantavam vitória, o avançado do nigeriano Okpotu empatou aos 90+2’ e forçou o prolongamento.

Prolongamento ingrato para Angola

Depois dos noventa minutos regulamentares, a selecção nacional e a congénere da Nigéria tiveram mais 30 minutos para decidir quem avançaria para a meia-final do CHAN do Reino de Marrocos.

Deste modo, os Palancas Negras fisicamente já esgotados, não conseguiam construir jogada com cabeça, tronco e membros. Por sua vez, os nigerianos também já não tinham frescura física para chegar ao golo, mas contra a corrente do jogo o avançado Okechukwu aproveitou um livre cobrado pelo seu colega para bater o guarda-redes Landu aos 111 minutos, ou seja, no 21º’ minuto do prolongamento.