Terceira temporada dos “Tropas d’Os Tuneza” com participação moçambicana

A III temporada do programa humorístico dos “Tropas d’Os Tuneza” arranca no dia 31 do mês em curso, no canal Mundo Fox, pela primeira vez, com a participação de cidadãos moçambicanos

Por: Antónia Gonçalo

Nesta edição composta por 17 episódios participam nove comediantes amadores que se desafiam entre si, tendo como objectivo a escolha de um concorrente que será apadrinhado pelo grupo, escolhido mediante votações.

O vencedor receberá ainda um prémio monetário no valor de 500 mil Kwanzas. Em despique estão Rafa Mukendi, Zuela Kikuata, Renata Torres, Simião Gomes e Ya Papy, representantes de Angola, enquanto Moçambique será representado por Borge, Menezes Akela Gargalhada, Txopito e Bruno Belchior. O porta-voz do grupo, Daniel Vilola “Costa”, disse a OPAÍS que o processo de gravação foi realizado durante o mês de Novembro de 2017, em Portugal.

O também comediante referiu que foi fácil trabalhar com os cidadãos moçambicanos, pelo facto de conhecerem a cultura angolana e falarem a mesma língua. “No princípio foi um pouco complicado para nós, porque os candidatos moçambicanos estavam com receio de que tomaríamos partido, mas no final compreenderam que se trata de um concurso onde o melhor é que vence”, explicou.

O porta-voz avançou que pretendem continuar a trabalhar com humoristas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), mas lamentou o facto de muitos terem ainda o mercado humorístico fechado. Edições anteriores Na I temporada do “Tropa d’Os Tuneza”, emitida em 2016 (Agosto a Novembro), o concorrente Ndembão Cambaio da província de Benguela foi o grande vencedor.

Já na II denominada “Tropa d’Os Tuneza VIP”, onde participaram artista angolanos como Big Nelo, Dicla Burity, Sílvio Nascimento, Master Jake, Phathar Mak, Punidor e Vanda Pedro, teve como vencedor o músico Prodígio. Nesta edição espacial o valor do prémio foi revertido à uma instituição de caridade em Luanda.

Projectos

O grupo gravou em Portugal, no segundo semestre do ano passado, o programa “Universo dos Tunezas”, com estreia marcada para o primeiro semestre do ano em curso. O programa retrata o quotidiano dos angolanos, como as zungueiras, agentes da Polícia, enfermeiros e professores.

Daniel Vilola avançou que o livro que aborda o percurso do grupo, intitulado “A vida e obra dos Tuneza”, escrito pelo jornalista português Tiago Carrasco, será lançado em Fevereiro, em Portugal, e em Março em Angola. Segundo o humorista, o livro aborda a história de superação do grupo, gestão e espirito de equipa.