loader

Aberta uma “porta” de lazer e entretenimento em Malanje

Toda a gente merece um pouco de lazer e entretenimento, como forma de desanuviar e repor as energias gastas durante a jornada de trabalho. E atento a esta redalidade, a indústria do entretenimento investe em shows e aposta em novidades, visando proporcionar satisfação social, lazer e boa disposição aos cidadãos.

POR: Miguel José, em Malanje

Tanto é assim, que os citadinos da urbe malanjina têm, agora, motivos para se sentirem alegres, com a abertura de mais uma casa nocturna, localizada bem no centro da cidade, num dos compartimentos do edifício da Rádio Malanje. O administrador adjunto municipal de Malanje, Pedro Njinji, a quem coube o privilégio do corte da fita, declarou, diante dos convidados, a sua satisfação por presenciar a abertur de mais uma casa nocturna na sede do município que, segundo augurou, vai proporcionar oportunidades para o lazer e entretenimento, principalmente, para os jovens. “É mais um espaço que se abre, não só para os jovens, mas também para aquelas pessoas que estão na flor da idade”, sublinhou.

Pedro Njinji aproveitou o ensejo para felicitar o proprietário do empreendimento e incentivar outros empreendedores a investirem no sentido, não só de expandir o mercado, mas, também, de aumentar a oferta em espaços nocturnos na cidade. Porém, segundo anunciou, Malanje está aberta aos investimentos, embora se calhar faltem oportunidades para uns, mas para aqueles que têm iniciativas do género devem aproveitá- las no máximo.

Para o responsável do Departamento da Acção Cultural, do Gabinete Provincial da Cultura, Francisco Ngola, a abertura do espaço de lazer nocturno representa um investimento sócio-cultural, que vai contribuir, positivamente, para o entretenimento da juventude., pois, reveste-se de uma grande satisfação para os citadinos de Malanje e aquelas pessoas que visitam a cidade. “Malanje, por ser uma cidade de trânsito para diversos pontos do país, a abertura desta casa é, também, mais uma opção de lazer para os transeuntes”. Pelo facto, o responsável garantiu que o sector da Cultura local se predispõe em apoiar todas as iniciativas de empreendimentos sociais que visam dinamizar a acção cultural na terra da Palanca Negra Gigante. Igualmente, das entidades convidadas, ouviram-se comentários favoráveis, não só pelo investimento, mas, sobretudo, pela contribuição que o estabelecimento vai propiciar ao universo do lazer e da diversão local, almejando que o espaço venha a prestar um serviço de qualidade aos utentes.

Afinal, o entretenimento também pode ser um investimento quando se percebem os seus benefícios a curto, médio e longo prazos. Tanto é assim, que o proprietário do empreendimento, José Pango, disse que o investimento decorre da necessidade de preencher o vazio que a cidade observa, sobretudo aos fins-de-semana. Ora, o facto de a cidade possuir poucos espaços de entretenimento nocturno, predispôs-se investir na discoteca, para proporcionar um ambiente de convívio agradável, para quem gosta de desfrutar a noite em companhia de amigos e não só.

“Este um desafio que acho que há-de valer à pena, porque a discoteca está bem localizada e vamos procurar conjugar o útil ao agradável”, garantiu. Contudo, o proprietário estimou que o espaço da discoteca, com capacidade de aglomerar 500 pessoas, o atendimento será assegurado por 30 empregados. Pois, no seu esquema de organização, a eficiência operacional e a satisfação do cliente deve ser a meta na prestação de serviços. “Nós vamos procurar satisfazer a vontade dos clientes, sempre ao seu dispor. Por isso, podem ficar sossegados.”, atestou.

Fim-de-semana ao sabor da noite

Apesar de o mundo do entretenimento dispor de variados palcos, para quem gosta de música e de dançar, de conviver com amigos e, quiçá, beber um ‘copo’, a discoteca pode ser um ‘refúgio’em noites de fins-de-semana ou mesmo em noites especiais. No entanto, para quem durante a semana vive ocupado do trabalho e de outros compromissos sociais, os momentos de lazer e de entretenimento, servem de tónico à boa disposição, ajudam a quebrar rotinas e, se calhar a elevar a auto-estima do indivíduo. A abertura da nova casa nocturna foi recebida com bastante disposição e alegria. Logo, os frequentadores da noite não quiseram ficar à margem do acontecimento, acorreram ao local para desfrutarem do cenário e da ambiência que a nova casa nocturna oferece. Enfim, num ambiente multicolor, com música variada, dança e bebidas à mistura, ainda assim, há quem tenha se mostrado reservado, como quem dissesse: “Por enquanto dá para desfrutar”.

Últimas Notícias