Já farta, só eles não notam

A conversa sobre carros de marca Lexus, “fidelizada” pela assembleia Nacional, que deveria fidelizar o respeito pelos angolanos que sofrem, ainda não terminou. Ontem mesmo, noticiou o Jornal de Angola, deputados da Oposição queriam falar com o presidente do Parlamento para reclamar dos Lexus.

POR: José Kaliengue

Dizem que não foram ouvidos porque precisam de carros todo-o-terreno (4×4) para irem aos municípios. Ponto um, vamos perguntar a quem vive nos municípios mais afastados quantas vezes viram por lá a pele de um deputado angolano.

Ponto dois, os angolanos que labutam e sofrem vão e voltam dos municípios em táxis, autocarros, camiões, kupapatas e não morrem por isso. Se os turismos não dão, então que os seus partidos ou mesmo a Assembleia Nacional comprem uma frota de 4×4 para as necessidades. Bastaria requisitar e depois justificar.

Ponto três, isso sim ofende a nossa inteligência: em vez de exigirem do Governo estradas como deve ser, que sirvam a todos os angolanos, os deputados querem carros 4×4, enquanto os professores, enfermeiros e médicos que se arranhem para chegarem aos municípios e comunas para o seu impagável e insubstituível trabalho.

Entretanto, nas escolas as meninas, sobretudo elas, desmaiam sem se saber porquê e os deputados também não querem saber, é que na Assembleia Nacional a doença é outra: querem Lexus todo-o-terreno. Sorte a deles, que daqui a pouco podem embarcar para tratamento lá fora, pago por nós. As meninas e quem vive nos municípios que morram por falta de medicamentos.