Petróleo de referência deAngola abre em baixa

O petróleo de referência das exportações angolanas abriu, na sessão de ontem, em baixa, cotado a USD 68,04. Na sessão anterior, o Brent, que já chegou aos USD 70, fechou a USD 68,52. A cotação da matéria-prima é principalmente influenciada pela queda dos “stocks” nos Estados Unidos.

Analistas foram citados a estimar que a cotação deve manter-se em 2018 nos 70 dólares, um máximo desde Dezembro de 2014. A consultora BMI Research prevê que a O barril foi cotado a 68,04 dólares produção de petróleo em Angola “cresça fortemente” este ano, mas abrande até ao final da década devido aos poços esgotados.

“A produção petrolífera em Angola estará estagnada em 2017, crescendo fortemente em 2018 com muitos projectos a entrar em funcionamento, mas a partir de 2019 vai cair devido a um forte declínio dos poços em exploração e à falta de projectos novos que equilibrem os declínios”, escreveram os analistas da consultora do Grupo Fitch.

A estimativa da BMI aponta para uma produção de 1,861 milhões de barris este ano, descendo depois em 2019 para 1,820 em 2019 e para 1,739 e 1,662 milhões até 2021.