loader

PR inteira-se do funcionamento das empresas pesqueiras no Tômbwa

O Presidente da República, João Lourenço, inteirou-se nesta Quarta-feira do funcionamento da empresa Pes-Sul, do andamento das obras de construção do Porto Pesqueiro e de um entreposto frigorífico, durante uma visita ao município namibense do Tômbwa.

Trata-se de importantes empreendimentos económicos com impacto no sector pesqueiro do país e, particularmente, na vida do município. Com duas linhas de transformação, a Pes-Sul está vocacionada para a produção de conserva de atum e sardinha. A unidade fabril tem uma produção diária de 125 mil latas de conserva e emprega 250 trabalhadores. A fábrica perspectiva montar este ano uma linha para a produção de pasta de atum. No Porto Pesqueiro e no entreposto, empreendimentos orçados no total em 23,5 milhões dólares, o Presidente João Lourenço tomou contacto com o andamento da primeira fase do projecto.

Os dois empreendimentos encontram- se inseridos no Programa de Investimento Público (PIP). A primeira fase das obras do porto pesqueiro teve início no primeiro trimestre de 2015. Quando estiver concluído, o Porto Pesqueiro do Tômbwa ocupará uma área de três hectares e terá um cais com 400 metros, o que permitirá a acostagem de até dez barcos de uma só vez. Na condição de infra-estrutura de apoio, o futuro porto pesqueiro terá oficinas para a reparação e manutenção de embarcações, além de postos de abastecimento de combustível e água. Já o entreposto frigorífico, contíguo às instalações portuárias, vai ter uma zona para a lavagem e o processamento do pescado, três túneis de congelação (15 toneladas cada).

A infra-estrutura terá também duas câmaras de conservação (150 toneladas) e uma fábrica de gelo em escama, com capacidade para sete toneladas. Os referidos edifícios estão ao lado de outro destinado à salga e seca, cuja principal operadora é a Associação das Mulheres Processadoras de Pescado do Tômbwa. O porto estará aberto à iniciativa privada. Os empresários do sector pesqueiro poderão instalar no recinto fábricas de gelo e realizar outras actividades de apoio à pesca. O Porto Pesqueiro do Tômbwa será o segundo do género no país, depois do da Boavista, no Sambizanga, em Luanda.

Até ao fecho desta edição, segundo a agenda de trabalho, o Presidente da República previa um encontro com membros do Governo Provincial do Namibe, visitas ao Hospital Ngola Kimbanda e a Academia de Pescas. João Lourenço manteria encontros com responsáveis das igrejas Católicas e Metodista na região. Nesta Quinta-feira, o Estadista vai presidir ao acto central para a abertura do ano lectivo 2018/19 e visitará o Pólo de Desenvolvimento Educacional da Praia Amélia.

Últimas Notícias