CaixaBank procura solução para reduzir participação no BFA

CaixaBank procura solução para reduzir participação no BFA

O banco espanhol, que controla o português BPI que, por sua vez, detém 48,1% do BFA, quer encontrar uma solução que reduza a sua participação na instituição angolana, uma exigência imposta pelo Banco central Europeu

O presidente executivo do CaixaBank disse . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta