Isabel dos Santos inaugura em Portugal fábrica de carregadores para carros eléctricos

Um investimento de EUR 2,5 milhões foi realizado pela Efacec, de que a empresária angolana é a maior accionista, na construção de uma nova unidade industrial de mobilidade eléctrica no complexo fabril do grupo português.

A empresária angolana Isabel dos Santos inaugurou, esta Segunda- feira em Portugal, uma nova unidade industrial de mobilidade eléctrica da Efacec, empresa de que é a principal accionista, envolvendo um investimento de EUR 2,5 milhões na produção de carregadores para carros eléctricos. Construída no complexo fabril do grupo português na Maia, a nova unidade industrial vai permitir aumentar a capacidade anual de produção de carregadores rápidos para veículos eléctricos, segmento no qual a Efacec reclama a liderança mundial, sendo o objectivo da empresa triplicar o peso deste segmento para os EUR 100 milhões em três anos.

Actualmente com cerca de 2.300 trabalhadores, a Efacec está, na área da mobilidade eléctrica, presente em mais de 40 países dos cinco continentes e a nova fábrica “reforça a capacidade exportadora para mercados exigentes e sofisticados” como os EUA e a Europa. Isabel dos Santos salientou, ao inaugurar a nova unidade, que o negócio da mobilidade eléctrica “assume agora uma importância especial na empresa e no país”, Portugal, empregando actualmente 112 pessoas, mas devendo vir a responder por 190 colaboradores “até final deste ano e empregar até 400 pessoas em 2025”. Descrevendo a Efacec como “uma empresa repleta de história e de tradição”, mas que “continua a estar à frente do seu tempo e a estar primeiro onde os outros não estão”, a empresária angolana apontou-a como exemplo do “espírito de descoberta [que] sempre fez parte do DNA português”.

“Para alguns, Portugal é conhecido pelo seu excelente turismo e agricultura, mas Portugal é muito mais, Portugal é um país de inovação e é hoje líder mundial num dos segmentos mais sofisticados e que ditará uma nova forma de encarar o consumo de energia: a produção de carregadores rápidos e ultrarrápidos para veículos eléctricos”, sustentou. Recordando que entrou em 2015 no capital da Efacec “com a visão de contribuir para um novo ciclo do seu crescimento”, Isabel dos Santos afirmou que “a rentabilidade da empresa foi conseguida a partir de uma gestão racional e orientada para resultados”, tendo invertido “o sentido dos resultados negativos para uma tendência positiva”. Segundo sustentou, o lançamento da nova unidade industrial de mobilidade eléctrica traduz o protagonismo da Efacec “na alteração do paradigma actual” e no “desenvolvimento de soluções de mobilidade seguras e limpas”, estando hoje os carregadores rápidos para veículos eléctricos produzidos pela empresa “instalados nos quatro cantos do mundo e integrados nos mais relevantes projectos mundiais de ‘electric vehicles’’.

Efacec em Angola A Efacec engloba um universo empresarial que actua em diferentes áreas ligadas à produção e distribuição de energia e engenharia em diferentes países espalhados por quatro continentes. As várias empresas, filiais, sucursais e agentes são controladas por uma holding, a Efacec Power Solutions, uma sociedade anónima, cujo capital é detido maioritariamente (66%) pela Winterfell, controlada pela empresária Isabel dos Santos, detendo a ENDE (Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade) 40% do respectivo capital.

Quando a empresária angolana entrou no capital da empresa esta encontrava-se em falência técnica, tendo fechado o exercício de 2015 com prejuízos superiores a EUR 90 milhões. Com a chegada da nova accionista, tudo mudou – obteve lucros de EUR 4,3 milhões em 2016, com a facturação a crescer de EUR 15,5 milhões para EUR 431,5 milhões. A Efacec participa actualmente nos principais projectos de mobilidade eléctrica a nível mundial, nomeadamente no consórcio europeu de fabricantes de automóveis, que vai instalar 400 estações de carga de grande potência nas principais auto-estradas da Europa e num projecto idêntico nos Estados Unidos, que prevê um investimento de USD 2 mil milhões nos próximos 10 anos em infraestruturas de carregamento.

A Efacec tem uma forte presença no mercado angolano, encarando- o como um ‘hub’ de negócios na África Austral. Dos projectos em curso destacam-se a construção da Central de Ciclo Combinado da Refinaria de Luanda da Sonangol, de que a Efacec é líder do consórcio construtor, a construção da Subestação de Cacuaco Sequele para a ENDE, a reabilitação de grupos geradores nas Centrais do Biópio e de Luachimo da ENDE, a reabilitação da Sub-estação de Kifangondo e do Centro de Distribuição do Golf para a EPAL. A Efacec assinou ainda o contrato de reabilitação e o reforço de potência da barragem angolana de Luachimo. A execução de projectos chave-namão em obras eléctricas e electromecânicas constituem uma forte componente da presença da Efacec no país.