loader

Directora escapa de agressão por já não dispor de vagas para alunos

A directora da escola do primeiro ciclo 6069, localizado no KM 44, Distrito da Bela Vista, no município de Icolo e Bengo, em Luanda, teve que recorrer ontem à protecção da Polícia Nacional para que não fosse agredida por um grupo de encarregados de educação furiosos pelo não enquadramento de mais de 600 educandos no ano lectivo 2018. Responsável por uma instituição com apenas seis salas de aulas, cada uma das quais já comporta mais de 60 alunos, garantiu ontem, em exclusivo a este jornal, que precisaria do mesmo número de salas actualmente existentes para cobrir o défice actual. “Temos aqui nestes processos um elevado número de crianças à espera de um lugar, mas não temos solução para os enquadrar no presente ano lectivo”, garantiu Filomena Ceitas, ontem, ao receber a visita surpresa do administrador do Distrito da Bela Vista, Lobo do Nascimento. Exibindo o volume de processos que tem à mesa, incluindo manuscritos já em formato de turmas, a responsável salientou que, pelos números existentes , “são mais de 600 crianças que estão ao de fora”. A senhora, que diz ter sido difamada por alguns encarregados numa rádio local de que estava a vender vagas na escola que dirige, aproveitou a presença de Lobo do Nascimento para apresentar algumas soluções para o problema, que a cada ano que passa vai conhecendo contronos preocupantes.

Últimas Notícias