loader

Multas por uso de telefone ao volante multiplicadas por dez no Rwanda

A utilização do móvel mantido na mão no veículo ou em motocicletas, sancionada até ao momento com uma multa de dez mil francos rwandeses (USD 11,7), doravante multiplica-se por dez no Rwanda, anunciou Quinta-feira a Polícia rwandesa, em comunicado. O uso de auriculares e capacetes é estritamente proibido no Rwanda, lê-se no comunicado. “A Polícia reguladora de Trânsito vai doravante aplicar medidas rigorosas aos utentes de telefones móveis que os utilizam ao volante”, acrescentou o texto. Esta nova medida surge para substituir a antiga instrução oficial que previa que quando o telefone está mantido na mão e que pelo menos uma outra infracção no Código da estrada é cometida em simultâneo, a carta de condução pode ser retida pelos agentes da ordem. Estimativas da polícia rwandesa indicam que o número de acidentes de viação diminuíram 32 por cento em 2017, comparativamente ao ano antecedente, graças à introdução de reguladores de velocidade nos autocarros de transporte público. Em África, regista-se pelo menos 26,6 mortos devido ao tráfico rodoviário para 100 mil habitantes contra 17,4 para mil no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os motocicletas representam 23 por cento de todas as mortes devidas aos acidentes de viação. No Rwanda, as infracções ao código de estrada, como o não uso do cinto de segurança, o uso do telefone ao volante, o mau estacionamento, doravante serão sujeitas a uma pesada multa ou a perda da carta de condução em casos de reincidência, segundo a Polícia.

Últimas Notícias