Editorial: Nosso rico dinheiro

Uma coisa é certa, até agora, o dinheiro roubado e transferido ilegalmente para o exterior é nosso, de todos, apesar de não estarmos a desfrutar dele, antes pelo contrário, a falta que nos faz!!! Este facto faz de quem se apropriou dele um criminoso, alguém com um grão de areia na consciência. Outros, os piores, com praias. Com a Lei de Repatriamento de Capitais aprovada, o que está para breve, o nosso dinheiro passará a ter novo dono, aquele que o tirou de forma ilegal, que vai passar a assumir-se rico, sem peso de consciência, sem nada a esconder. E mais, sem pagar os impostos devidos, que aliás, não tem de pagar porque o dinheiro não lhe pertence, é do Estado. Esse é um preço que tem de ser pago, para que este dinheiro volte e sirva o país aplicado na economia, e ele passar a pagar impostos e a produzir riqueza. Dói, mas precisamos do dinheiro urgentemente. Esta é a condição de o termos já. jájºade volta.