Presidente da AN na tomada de posse de Ramaphosa

O Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, está desde ontem, 16 de Fevereiro, na África do Sul, para representar o Chefe de Estado, João Manuel Gonçalves Lourenço, na cerimónia de tomada de posse do novo Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa.

Cyril Ramaphosa substitui no cargo Jacob Zuma, que foi forçado a renunciar nesta Quarta-feira, 14 de Fevereiro, após uma intensa pressão popular e do seu próprio partido. Um dia depois, Cyril Ramaphosa, seu vice, foi eleito pelo Parlamento para dirigir o país ao ser apresentado como o único candidato.

Jacob Zuma afirmou na televisão estatal que deixava o cargo de forma imediata, mas que não estava de acordo com a decisão do seu partido, o Congresso Nacional Africano(ANC). Zuma esteve no poder quase nove anos e a sua governação foi marcada por suspeitas de corrupção e pelo clima de instabilidade económica que se vive no país. Esta Quarta-feira ficou também marcada pelas buscas realizadas pela unidade de elite da Polícia sul-africana, conhecida como Hawks (falcões), à residência dos Gupta, família que mantinha uma relação próxima com Zuma.

Três empresários desta família estariam sob suspeita por terem utilizado a sua influência para garantir, entre outras coisas, nomeações favoráveis para o Governo, contratos multimilionários com o Estado ou informação privilegiada. Das buscas, resultaram três detenções. O Novo Presidente, Matamela Cyril Ramaphosa, de seu nome completo, nasceu em Joanesburgo a 17 de Novembro de 1952. É um político, empresário, activista e líder sindical. Foi vice-presidente do Governo do Presidente Jacob Zuma desde 25 de Maio de 2014 até 14 de Fevereiro de 2018, quando Zuma renunciou à presidência. Ramaphosa recebeu o Prémio Olof Palme em Estocolmo, em 1987. Em 2007 foi considerado pela revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes daquele ano no mundo.