Campo de Treinos aborda regras do atletismo adaptado

No âmbito da acção de formação conjunta sobre desporto adaptado, que decorre no Decífer Sport Resort, no Lar do Patriota, em Luanda, a organização aborda hoje as regras do atletismo.

Na acção de formação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), as aulas práticas vão ser ministradas no Estádio 11 de Novembro e nos Coqueiros. O Campo de Treinos é realizado pelo Comité Paralímpico Angolano (CPA) em parceria com a Agitos Fundation, orgão afecto ao Comité Paralímpico Internacional (IPC).

Deste modo, a acção de formação conta com a presenca de 50 participantes entre atletas e treinadores de atletismo e halterofilismo do desporto adaptado. As aulas teóricas e práticas do eventoque termina Sexta-feira, são ministradas por Lúcio Everaldo (atletismo) e Weverton dos Santos (halterofilismo), técnicos de nacionalidade brasileira.

Ontem, os técnicos avaliaram o nível dos formandos, bem como a planificação no que concerne à coordenação motora. O campo de treinos é um curso que visa aumentar a capacidade dos Comités Paralímpicos Nacionais (NPCs) e tornar sustentável o crescimento do movimento paralímpico nas regiões.

A “Agitos Fundation”, órgão sob liderança do IPC, foi fundada em 2012 por ocasião dos Jogos Paralímpicos de Londres. Ela trabalha para garantir oportunidades iguais de participação aos atletas portadores de deficiência em todo o mundo. Além de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau são os países inscritos no certame.