Médicos acusam a ORMED de os descriminar por serem da UNITA

Médicos acusam a ORMED de os descriminar por serem da UNITA

Toto Yumbi Willy e Kokolomani Ngand Clemente, médicos de clínica geral, acusam a Ordem dos Médicos de Angola (ORM ED) de os descriminar por serem militantes da UNITA.

POR: Paulo Sérgio

Dois médicos angolanos, formados na Universidade de Kinshasa, República Democrática . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta