África do Sul diz que parceria com China desfruta de grande potencial

Um funcionário do governo sul-africano disse na Quinta-feira que a China é um importante parceiro e que as relações bilaterais atingiram uma nova altura. Manelisi Genge, director chefe da divisão de Leste Asiático e Oceania do Departamento da África do Sul das Relações Internacionais e Cooperação, ressaltou que este ano se celebra o 20º aniversário das relações diplomáticas entre os dois países.

“As relações diplomáticas África do Sul-China atingiram um marco. A China tornou-se uma vibrante e importante parceira para o desenvolvimento do nosso país. A China é actualmente um dos melhores parceiros comerciais”, disse Genge.

“Nós continuamos a fazer grandes passos em relações política, económica e cultural com a China”, disse Genge no evento “20 anos de Compromissos África do Sul-China: Passado, Presente e Diálogo Futuro” na Universidade de Witwatersrand. Genge disse que a África do Sul entendeu a necessidade de tornar a China um de seus parceiros apenas quatro anos depois da independência do país e que é de lamentar essa medida.

A China e a África do Sul estabeleceram relações diplomáticas em 1º de janeiro de 1998. Em 2010, a relação China-África do Sul foi elevada para uma parceria estratégica abrangente.

O comércio entre os dois países aumentaram de US$ 17 bilhões em 2012 a US$ 22,5 bilhões em 2013, disse Genge. “Em Agosto de 2017, a África do Sul se tornou o primeiro no continente para exportar carne bovina para a China. O governo chinês dá bolsas de estudos para 30 sul-africanos todos os anos”, acrescentou.

As relações entre pessoas entre os dois países obtiveram um impulso em 2017. Genge disse que o governo quer continuar a fortalecer intercâmbios em todos setores incluindo academia e sociedade civil.