famílias camponesas da quiminha queixam-se da falta de pagamentos

famílias camponesas da quiminha queixam-se da falta de pagamentos

Camponeses alegam que não recebem os 100 mil Kwanzas prometidos pela entidade gestora, em troca do trabalho agrícola que prestam ao projecto. A Gesterra, entidade gestora do projecto, por sua vez, diz que as 13 famílias foram assentadas a seu pedido, antes do prazo previsto, sem . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta