Filme: “Touch me not” conquista Urso de Ouro em Berlim

Berlinale chegou ao fim e distinguiu também o norteamericano Wes Anderson com o Urso de Prata para melhor realização com “Ilha dos Cães”

O vencedor do Urso de Ouro da edição deste ano do Festival de Cinema de Berlim, realizado no mês passado, é uma coprodução entre a Roménia, Alemanha, República Checa, Bulgária e França.

“Touch Me Not”, da realizadora romena Adina Pintilie, é um filme controverso sobre sexualidade. Conseguiu o duplo feito de ser também distinguido com o Prémio para a Melhor Primeira Obra. Na película, profissionais e amadores embarcam numa viagem para ir aos limites da experiência se-xual.

“O filme convida o espectador a desafiar a própria perspetiva sobre a intimidade, a beleza, sobre como as pessoas se podem relacionar umas com as outras e abraçar os que são diferentes”, explicou, em entrevista à Euronews, a realizadora Adina Pintilie. O francês Anthony Bajon recebeu o Urso de Prata como melhor actor, pelo papel em “La Prière”, de Cédric Khan.

No filme é um toxicodependente que quer deixar a droga numa comunidade sob a supervisão de padres católicos. Entre as mulheres, a actriz Ana Brun conquistou o Urso de Prata pelo desempenho em “Las Herederas”, do paraguaio Marcelo Martinessi.

O filme, que narra a história de um casal de mulheres, recebeu ainda o Urso de Prata Alfred Bauer como película que abre novas perspetivas e o Prémio Fipresci (Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica), da crítica. Wolfgang Spindler, Euronews “Ao atribuir o Urso de Ouro ao filme “Touch me not” de Adina Pintilie, o júri destacou seguramente o filme mais extremo da competição internacional.

É uma mistura surpreendente de documentário, com longa-metragem e ficção e uma camada de psicoterapia. Consta que o Festival de Cinema de Berlim premeia filmes com uma nova abordagem face à realização.”